Dr Eduardo Adnet


Médico Psiquiatra e Nutrólogo

 

 

Pessoas Famosas Portadoras de Doenças Mentais

 


Eduard Einstein - Filho do famoso físico Albert Einstein

 

Nascido em Zurique, Suíça, em 28 de julho de 1910 - o segundo filho de Albert Einstein (1879-1955) e de Mileva Maric - Eduard Einstein era uma criança sensível e adoecia frequentemente. Em 1914 Albert Einstein se mudou com sua família para Berlim, Alemanha. Mileva adoeceu em Berlim enquanto o casamento com Albert Einstein se ia degenerando. Pouco tempo depois, Mileva se mudou com seus filhos de volta para Zurique. O divórcio dos Einstein terminou por concretizar-se em 1919. É dito que Eduard, e nomeadamente o seu irmão mais velho Hans Albert (1904-1973), sofreram muito com a separação de seus pais.


Eduard, um excelente aluno, sobressaía-se particularmente devido aos seus dons intelectuais e artísticos, notadamente por seus talentos musicais. Apesar da separação de Mileva, Einstein visitava seus filhos freqüentemente em Zurique. Em 1929 Eduard começou a estudar medicina e desejava se tornar um psiquiatra.
Em 1930, com a idade de vinte anos, Eduard desenvolveu Esquizofrenia. Em 1932 se mudou pela primeira vez para o "Burghoelzli", um sanatório psiquiátrico em Zurique.
No Outono de 1933, Albert Einstein e sua segunda mulher Elsa emigraram para os Estados Unidos. Lá ele estabeleceu uma nova residência em Princeton, Nova Jersey. Em 1938, o irmão de Eduard Einstein, Hans Albert, também se mudou com sua família para a América.
A partir de 1948, após a morte de sua mãe, Eduard viveu continuamente no "Burghoelzli", onde faleceu, em 1965.

 

Vincent Van Gogh (1853-1890)

 

O famoso pintor holandês Vincent Van Gogh (1853-1890), durante seu breve período de vida, sofria de crises de instabilidade de seu humor. Diversos historiadores afirmam que Van Gogh sofria "ataques epilépticos" o que para alguns seria o resultado do uso frequente de bebidas contendo absinto (Artemisia absinthium), substância que era utilizada para modificar a atividade cerebral e assim "estimular" atividades artísticas. Houve diversas tentativas de estabelecer um diagnóstico de certeza para a doença de Vincent Van Gogh, o que tentou-se fazer através da análise de seus escritos. Atualmente, o mais aceito dos prováveis diagnósticos atribuídos a Vincent Van Gogh é o Transtorno do Humor Bipolar, levando-se em consideração os estados depressivos por que passava, alternados de episódios eufóricos (ou maníacos) que lhe faziam mergulhar em um estado de humor de grande energia e paixão. Van Gogh cometeu suicídio aos 37 anos de idade.

 

 

Vaslav Nijinsky

 

O lendário bailarino ucraniano Vaslav Nijinsky, entre o período decorrido de sua contratação pelo empresário Sergei Diaghilev para o seu Ballets Russes, em 1909, até seu desempenho público final, em 1919, experimentou grande sucesso em sua carreira artística. Porém, os anos que se seguiram foram marcados por anos de sofrimento nos quais Nijinsky foi diversas vezes internado em hospitais e asilos psiquiátricos, o que perdurou até sua morte em 1950.

Durante a I Guerra Mundial Nijinsky foi internado na Hungria, porém seu empresário Sergei Diaghilev conseguiu que Nijinsky fosse liberado da internação para se apresentar em uma turnê norte-americana em 1916. Durante esse tempo, Nijinsky coreografou e dançou o papel de liderança no balé Till Eulenspiegel, musicado por Richard Strauss. No entanto, foi durante este período de sua vida que os sinais da Esquizofrenia que acometia Nijinsky foram se tornando mais evidentes para os membros da sociedade.

Nijinsky teve um colapso nervoso em 1919, e sua carreira terminou abruptamente. Ele foi diagnosticado como sendo portador de Esquizofrenia e levado para a Suíça por sua esposa, onde foi tratado, sem sucesso, pelo hoje famoso psiquiatra Eugene Bleuler. Nijinsky passou o resto de sua vida dentro e fora de hospitais e de asilos psiquiátricos. Vaslav Nijinsky morreu em uma clínica em Londres a 8 de abril de 1950 e foi sepultado em Londres onde seu corpo permaneceu até 1953, tendo sido transferido para o Cemitério de Montmartre, Paris, para uma sepultura ao lado do túmulo de Gaetano Vestris e de Emma Livry, ambos também bailarinos.

 

John Forbes Nash Jr.

 

O prêmio Nobel de Economia de 1994 foi anunciado, em 11 de outubro, premiando dois matemáticos - Harold W. Kuhn e John Forbes Nash Jr.
Nash, um dos gênios matemáticos da época do pós-guerra, finalmente recebia o reconhecimento que merecia. Ainda que sendo homenageado por uma tese de doutorado escrita quase meio século antes, quando Nash tinha apenas 21 anos de idade.
Aos 66 anos, Nash, um homem alto, grisalho e de voz suave, estava vivo e bem o suficiente para receber o prêmio, pois John Forbes Nash Jr. havia desenvolvido Esquizofrenia Paranóide três décadas antes. Já havia muitos que acreditavam que John Nash já tivesse morrido e que teria sofrido uma lobotomia.
Sua vida foi retratada no filme Uma Mente Brilhante, baseado em sua biografia, nomeado para oito estatuetas do prêmio Oscar. O filme mostra seu gênio para a matemática e sua luta contra a Esquizofrenia.

 

***

 

Ainda há muitos outros nomes famosos de pessoas que padeceram de transtornos psiquiátricos, alguns deles: Edgar Allan Poe, Honoré de Balzac, Johan Wolfang von Goethe, Fjodor Dostojevskij, Leone Tolstoj, Ernest Hemingway, Michelangelo Buonarroti.

Mais recentemente, Marylin Monroe, Maria Callas e Christina Onassis ficaram notórias como sendo celebridades que experimentaram pelo menos uma das diversas manifestações da chamada doença depressiva.

 

Dr Eduardo Adnet

Médico Psiquiatra e Nutrólogo