Dr Eduardo Adnet


Médico Psiquiatra e Nutrólogo

Alucinações e Delírios na Esquizofrenia

"Olá Doutor,os psiquiatras costumam dizer que as pessoas que tem esquizofrenia veem ou vivem uma realidade que as pessoas que não tem esquizofrenia não veem ou vivem, qual seria essa realidade que os difere, obrigado. (Pergunta enviada por E-mail - em Pergunte ao Psiquiatra)

Embora nem todos os portadores de Esquizofrenia sofram em razão de delírios e de alucinações, este conjunto de sinais e sintomas é frequente na Esquizofrenia. Para melhor entendimento, sem que entremos em detalhes muito técnicos, é importante saber o que são as alucinações e o que são os delírios, frequentemente presentes na Esquizofrenia, mas não exclusivamente.

Importante também acrescentar que há outras doenças psiquiátricas que cursam com delírios e/ou com alucinações, sem que isto caracterize a Esquizofrenia.

Vou procurar explicar em exemplos práticos que eu mesmo tratei. Exemplificarei de modo muito sucinto.

Delírios na Esquizofrenia

Um paciente que atendi acreditava que havia um complô contra ele. Segundo seu relato, haviam montado “uma cilada” para prejudicá-lo. Seria, segundo o paciente, uma trama que envolvia sua família, seus colegas de trabalho, promotores, médicos peritos e outros “inimigos”. Toda a trama tinha por finalidade lhe prejudicar. E ele acreditava fielmente que assim fosse. Suspeitava também que até eu próprio estaria envolvido na trama a fim de prejudicá-lo. Este é um exemplo de delírio, frequentemente presente na Esquizofrenia Paranóide. Neste caso não havia visões de vultos passando pelo ambiente, nem vozes que lhe atormentavam. Mas tão somente essa realidade imaginária patológica na qual ele acreditava fosse real.

As Alucinações na Esquizofrenia

Já um outro paciente que atendi via insetos voando diante de si. Evidentemente que não havia inseto algum. Mas para ele aqueles insetos eram reais e o atormentavam de dia e de noite. Isto é a alucinação, ou seja, a percepção irreal e patológica da existência de coisas, pessoas, animais ou objetos, que na mente do portador da Esquizofrenia existem. Eles realmente “vêem” o que não existe. Por isso é necessário uma boa dose de carinho na atenção a esses pacientes, pois além do fato de o sofrimento que experimentam ser algo terrível e lancinante, eles não têm culpa alguma por serem portadores de Esquizofrenia, uma doença com fortes componentes familiares (hereditários).

Delírios e Alucinações

Há pacientes esquizofrênicos que experimentam somente delírios, há os que sofrem mais exclusivamente em razão das alucinações, e há também os que sofrem da triste conjunção de ambas as manifestações da doença.

Por exemplo, houve um paciente esquizofrênico que acreditava ser uma pessoa de grande influência no mundo político. Acreditava que uma simples conversa com algum político lhe poderia ajudar muito, pois segundo ele, era bem relacionado entre os políticos. Trata-se aqui de delírio. Porém, quando necessário, ele pegava em um telefone imaginário, discava, falava com “o político”, e informava a todos à sua volta os resultados da conversa. Na realidade, não tinha relacionamento político nenhum e o telefone era um objeto fictício, fruto de processos mentais adoecidos.

Ressalto, novamente, que delírios e alucinações não são exclusivos da Esquizofrenia. Há também outros transtornos psiquiátricos que evoluem e que cursam com manifestações delirantes, deliróides, e também, com francos episódios de alucinação.

Espero ter podido lhe ser útil.

Dr Eduardo Adnet

Médico Psiquiatra e Nutrólogo